sábado, 28 de outubro de 2017

Quase lá...


Dizem que começa aos quarenta...

Faltando pouco para a cara que reinventa...

dores e sabores que nos fomenta...à vida!


Seca, molhada, existente.

Gi Amor, presente!

Gi amor

terça-feira, 25 de julho de 2017

Fuderam todos... Destros e sinistros


Lá vou eu!!!
De camisa verde e amarela,
Achando que não sou plebeu...
vou bater minha panela!!!
Uníssono... Xô corrupção!
Eu odeio comunista,
Com pensamento elitista...
Me fudi!
Sou do povão...
Lutei para o patrão...
Fiz dancinha com alegria,
Estancaram a sangria...
Vou pagar o pato,
Não deu em nada a lava-jato,
Até o Jaspion me enganou!
Ai, que palho que eu sou!
Os cabeças... continuam,
E eu ainda sigo cego.
Petista, comunista...
Não arrego!
Não quero ver...
Golpe claro!
Descarado, debochado,
Pelo poder.
Um grande acordo...
Putaria geral!
Democracia e justiça comprada.
Lamentos, é o que resta...
vergonha ambidestra...

Gizelle Amorim